Imprimir    

EVENTOS | NOTICIAS








covid3 


Como diz o ditado popular "em tempo de guerra, não se limpam armas".


Perante uma situação de todo imprevisível, inesperada e que ninguém estava preparada a Câmara Municipal de Góis nestas últimas 5 semanas deitou mãos à obra, adaptando-se às restrições de um declarado e renovado estado de emergência, reinventando medidas, acções e sinergias que garantam o cumprimento de um conjunto de serviços minimos e, ao mesmo tempo, que criem condições para que o confinamento social das nossas populações funcione em segurança e com a garantia de acesso a bens essenciais. Em momento algum se tem vacilado na disponibilização  de meios humanos e materiais para combater os prejuízos e a instabilidade assustadora, de um virus que não estava "no programa" .Vivia-se o mês de outubro de 2019 e todas as nossas atenções estavam centradas na elaboração do orçamento e plano de atividades para o ano de 2020. Foram tempos de planear, projetar e orçamentar.


Volvido o primeiro trimestre de 2020, nada corresponde às ambições que tinhamos para o concelho. De repente, o mundo mudou. Fomos involuntariamente convocados a ficar em casa. Fomos também convocados a uma reflexão diferente perante as necessidades emergentes e urgentes das nossas populações e das nossas instituições.

A Câmara Municipal iniciou todo o seu trabalho com a elaboração do seu Plano de contingência no âmbito da Covid 19. Mas cedo, percebemos que a dimensão do problema extravazava as medidas de um qualquer Plano de Contingência. Passámos de imediato à acção,  com a aquisição de todo o tipo de equipamento que evitasse a propagação do vírus e que protegesse as nossas instituições, tanto os utentes como trabalhadores. Através de reuniões semanais com as IPSS's locais,  a Câmara Municipal regista as principais necessidades e tem feito chegar kits de material ( luvas, máscaras, batas descartáveis, viseiras, solução alcoólica para desinfecção de mãos,  toucas, protetores de calçado ).


 covid2


Conscientes do esforço financeiro que as instituições de apoio a idosos estão a fazer,  prevemos disponibilizar ao longo do mês de abril,  um subsídio de 3.000 euros  a cada instituição para minimizar as despesas que estão a ter para combater esta pandemia.


É por todos conhecida,  a demora na realização dos testes e a ansiedade e preocupação que causa a quem aguarda para ser chamado. Também nesta matéria, "arregaçamos as mangas" em conjunto com a autoridade local de Saúde pública,com o Centro de saúde de Góis e com os Bombeiros Voluntários de Góis,  fomos para o terreno com um laboratório credenciado e referenciado pelo SNS o qual fez o teste a 10 pessoas. Minimizamos o desespero de quem estava referenciado e vivia um isolamento social em sobressalto e sem certezas, ajudamos a " ganhar tempo" na clarificação dos sintomas.


No Estado de Emergência há que agradecer a todos os heróis. Com máscara e sem máscara. O nosso muito obrigada à Comissão de Melhoramentos de Cerdeira, ao seu Presidente que de forma abnegada e altruísta nos acompanhou em toda esta missão,  quer na sede da Comissão quer nos domicílios onde se encontravam pessoas de cama e que faziam parte da lista dos casos suspeitos da covid19. O momento continua a convocar todos e todas.


Parceiros de natureza privada e publica têm de se reinventar na procura de soluções. Foi exatamente porque acreditamos que as nossas juntas têm um acrescido papel neste Estado de Emergência,  a Câmara Municipal também aprovou um subsídio de 20.000 euros a distribuir equitativamente pelas 4 juntas de freguesia do concelho,  de forma a que possam ajudar as populações, em particular grupos de maior risco. 


Continuamos a manter uma reserva estratégica de materiais e equipamentos, por iniciativa própria, mas também em estreita colaboração com a CIM-região de Coimbra. Sempre que necessário fazemos chegar às nossas IPSS material e equipamento que precisam.


Estamos todos vulneráveis ao virus. Uns mais que outros, por força da idade, da condição de saúde  ou da condição profissional. São muitos os que correm riscos, para que nada nos falte: recolha diária de resíduos, tratamento de águas, venda e entrega de medicamentos, comércio fixo e ambulante de bens essenciais, refeições em regime de take away, as nossas padarias, os nossos carteiros e todos os demais serviços assegurados  pelos CTT. São estes e muitos ,muitos outros, que não podem ficar em casa.


Há uma pequena parte da nossa economia que nos mantém. Há um mundo de serviços sociais de apoio aos nossos idosos que se esgota na garantia de todo o bem estar e no combate à não propagação do Virus. Há o mundo da saúde que não nos tem abandonado. Que se expõe diariamente, mas que não desiste.  Mas há ainda uma outra parte do mundo, que vive um quase coma induzido. E, como qualquer  coma, deixa sequelas.


Não dá para assobiar para o lado, e fingir que não vemos as consequências económicas  e sociais que se avizinham. Importa, no imediato, proteger as populações desta calamidade. A situação de isolamento social e as restrições que estamos a viver colocam muita coisa em causa e confrontam-nos com tanta coisa a que certamente nunca demos o verdadeiro valor: a evidência de precisarmos uns dos outros. Numa recente edição da revista Visão, lia-se o seguinte:   "Não sei quanto tempo terei de estar fechada em casa, mas existe, de certeza, tanta coisa para descobrir aqui dentro. Todas as casas têm sítios onde nunca ou raramente fomos. Vamos em busca desses sítios e podemos torná-los maravilhosos. E outro futuro há de chegar". É isso que a Câmara Municipal também anseia e deseja.


Presidente da Câmara Municipal de Góis 

Maria de Lurdes Castanheira


 



Newsletter 17 - Casa do concelho de Góis | PDF



Newsletter 16 - Casa do concelho de Góis | PDF




Abertura de Concurso | Iniciativas Inovadoras de Resolução de Problemas Sociais

 

No âmbito do projeto "i9social", em que a Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra é investidora social e a Câmara Municipal de Góis parceira, informamos que está a decorrer, até ao próximo dia 23 de Fevereiro, o primeiro concurso para recepção de candidaturas de projectos de inovação social.

Podem apresentar candidaturas empreendedores/as sociais que desejem desenvolver projectos inovadores para combate aos problemas sociais existentes na Região de Coimbra.

O formulário de candidatura pode ser preenchido no seguinte link: https://bit.ly/376okrn.

· Será atribuído maior valor a projectos com as seguintes características:

· Identificação clara do problema social a resolver/atenuar;

· Elevado potencial de impacto social, com pré-sinalização de indicadores relevantes;

· Âmbito territorial na Região de Coimbra (NUTS III);

· Características inovadoras do projecto.

Mais detalhes podem ser consultados na página de Facebook do i9social: https://bit.ly/3at6wc1

Para quaisquer dúvidas ou esclarecimentos poderá contactar o Gabinete de Apoio ao Desenvolvimento Local da Câmara Municipal de Góis.





Aviso - Identificação de prejuízos agrícolas ocorridos pela passagem das depressões ELSA e FABIEN | PDF




Programa Regressar | PDF


Programa Regressar - Informações | PDF




icnf


A Câmara Municipal da Góis recebeu a aprovação da candidatura de apoio financeiro para destruição dos ninhos de Vespa velutina (vespa asiática), pelo valor máximo de 10.000 euros.

O apoio financeiro atribuído insere-se no eixo de intervenção "Funções ecológicas, sociais e culturais da floresta", do Regulamento do Fundo Florestal Permanente, e destina-se à destruição dos ninhos/colónias de Vespa velutina.

A autarquia, com a colaboração dos Bombeiros Voluntários de Góis e com recurso a contratação de empresas especializadas na destruição de ninhos, tem reunido vários esforços, com o objetivo de intervencionar e destruir novos ninhos tentando, assim, travar a disseminação da espécie no Município de Góis, e diminuir o impacto causado por esta vespa, na saúde e no bem-estar das pessoas.

No concelho, existem registos da Vespa velutina desde 2017. Contudo esta dispersou-se rapidamente por todo o município, tendo-se verificado, em 2018, um aumento significativo do número de ninhos detetados tendo sido intervencionados cerca de 130 ninhos, pelo que se torna imprescindível um apoio nesta área, de forma a dar continuidade ao trabalho já desenvolvido pela autarquia.











No enduro de Águeda
Diogo Ventura voou para a vitória

Aos comandos da sua Honda CRF 300X com as cores da Lousãmotos Diogo Ventura venceu hoje em Águeda a penúltima ronda do campeonato nacional de enduro. O piloto do Góis Moto Clube atacou decidido a vitória desde os primeiros momentos da jornada organizada pelo Águeda Action Club e no final do dia foi com 52 segundos de vantagem que subiu até ao degrau mais alto do pódio, reeditando a vitória que tinha conseguido na anterior prova do campeonato realizada na Lousã.

'Esta vitória foi muito importante pois deixou-me mais perto da primeira posição do campeonato e a depender apenas de mim próprio no fecho da época. Ataquei desde a primeira especial e fiz um dia quase que perfeito para assegurar uma vitória muito importante. Somar de novo a pontuação máxima foi muito importante e tenho que agradecer á minha equipa pelo esforço que têm feito para me proporcionar as melhores condições para vencer.'

Ao vencer nove das 12 especiais o piloto da Alves Bandeira não só garantiu a segunda vitória consecutiva no campeonato, como deixa para o fecho da temporada, nos dias 12 e 13 de Outubro em Marco de Canavezes, a decisão do campeonato 2019 onde é um dos candidatos ao ceptro máximo da disciplina em Portugal.











gravity


A nossa paisagem é mais bonita sem lixo!!!

Coloque o lixo nos contentores ou sacos disponibilizados ou traga o seu saco de casa!

#porumrallymaissustentavel #rallydeportugal #wrc #municipiodegois




"A Europa dá-te muito. Dá o teu voto ao Europa"


A Agência Nacional do Programa Erasmus+ Juventude em Ação é responsável pela gestão e execução do Programa Erasmus + nas áreas da Juventude e Desporto, bem como do nosso Corpo Europeu de Solidariedade.


Uma das prioridades do Programa é promover a participação dos jovens, criando cidadãos interessados, com consciência cívica, empenhados na resolução do seu presente e na construção do seu futuro.


No próximo dia 26 de maio os portugueses são chamados às urnas para elegerem os deputados do Parlamento Europeu.


No entanto,têm sido elevadas as taxas de abstenção e com especial incidência nos jovens. Temos, por isso, um enorme desafio pela frente: contrariar a elevada abstenção.


É objetivo do Programa fazer chegar uma mensagem positiva sobre a Europa à "geração Erasmus", que vai incidir nos aspetos que influenciam diariamente as suas vidas.


Sob o mote "A Europa dá-te muito. Dá o teu voto ao Europa", a campanha, que foi submetida à apreciação da


Comissão Nacional de Eleições, tem como objetivos:
- sensibilizar os jovens para a importância do voto;
- incentivar os jovens à participação ativa enquanto cidadãos europeus;
- apelar ao voto.



cartazreciclados


5.º Estilo Ecológico - Apresentação


5.º Estilo Ecológico - Ficha de Inscrição


5.º Estilo Ecológico - Normas de Participação


cartazflivro


convitefeiralivro


feiralivro


didi


Diogo Ventura

Segundo lugar com a nova CRF 300RX

Uma semana depois de ter estado na Alemanha na abertura do campeonato do mundo de enduro o goiense Diogo Ventura enfrentou hoje na Figueira da Foz a terceira ronda do campeonato nacional de enduro, onde tal como em Dahlen na Alemanha esteve aos comandos da nova Honda CRF 300RX, a motos de eleição para os italianos da Redmoto participarem na classe E2 do mundial e á qual o piloto da Lousãmotos se adaptou muito bem.


A vitória em duas especiais comprova a adaptação á sua nova moto, mais fácil e eficaz em todas as situações de uma prova de enduro e com a qual Diogo Ventura fechou a jornada junto ao Mondego na segunda posição, a escassos 26 segundos do vencedor. Uma prestação que deixou o piloto do Góis Moto Clube bastante satisfeito e já a pensar nas próximas provas em que vai estar presente.


'Finalmente uma corrida a correr bem e mesmo não conseguindo a vitória consegui ser rápido ao longo de todo o dia. A nova Honda CRF 300RX mostrou ser uma moto bastante competitiva, na qual encaixei muito bem e consegui vencer algumas especiais. Foi bom lutar até ao final pelo primeiro lugar, não o conseguimos mas fizemos uma boa corrida e deu-me mais motivação para o que aí vem a seguir.'


O piloto da Alves Bandeira pensa agora na próxima ronda do campeonato nacional a realizar no dia 20 de Abril na Lousã.



truta

truta



Diogo Ventura

Altos e Baixos no arranque do Mundial

Foi de forma inesperada que Diogo Ventura recebeu o convite para estar aos comandos de uma Honda CRF 300X na abertura do campeonato do mundo de enduro 2019. A formação da Honda RedMoto Lunigiana Team contou com o piloto de Góis para ocupar o lugar de Davide Soreca, lesionado e sem poder dar o seu contributo á formação italiana.


Localizada a sul de Berlim a cidade de Dahlen acolheu os mais de 150 participantes desta primeira ronda do campeonato, sendo Diogo Ventura o único luso em prova no que á caravana mundialista diz respeito. Pela frente tinha que enfrentar um percurso com 65 quilómetros onde estavam desenhadas quatro especiais - duas enduro, uma motocross e uma extreme - com três voltas a cada dia de competição.


Entre as estrelas da classe E2 e aos comandos de uma moto desconhecida Diogo Ventura acabou no entanto por ter um primeiro dia de competição demasiado curto pois um problema com a embraiagem da moto deixou-o fora da corrida logo na primeira especial do dia.


O piloto do Góis Moto Clube regressou á prova no segundo dia, levando desta feita a sua Honda até ao final da jornada assinando uma positiva 11ª posição mesmo lutando contra um percurso exigente e totalmente novo para o goiense.


'Foi pena não ter feito o primeiro dia. Senti que mesmo num tipo de piso muito distinto daquele a que estou habituado poderia ter conseguido um bom resultado, mas pela segunda vez este ano fui forçado a abandonar. No segundo dia o desconhecimento do percurso e a maior degradação deste - nomeadamente as especiais - não me permitiu fazer melhor. Agora quero pensar na segunda prova do campeonato, em Portugal, onde espero poder ter uma oportunidade para mostrar que o meu lugar é neste campeonato também.' referiu igualmente o piloto da Alves Bandeira que no próximo fim-de-semana enfrenta a terceira prova do campeonato nacional na Figueira da Foz.



truta





igualdade



parcerias


Encontra-se a aberto até ao dia 28 de fevereiro o período de Candidatura ao Programa Parcerias para o Impacto - Revitalização do Pinhal Interior, financiado pelo Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, e gerido pela Portugal Inovação Social.


Este concurso, com uma dotação de 1 milhão de euros visa especificamente dinamizar a inovação social nos 19 concelhos que constituem o território do Pinhal Interior promovendo a parceria entre organizações sociais com projetos inovadores e investidores públicos e privados interessados em desenvolver a sua estratégia de investimento social. O programa financia 70% das necessidades de financiamento dos projetos, devendo o restante ser assegurado por um ou vários investidores (públicos ou privados).


25-06-2017


Fechar